Acesso restrito

Resgates

Relatório geral de ocorrências

Ocorrências e Situações das vítimas Nº Qtde
Acionamentos que o GRM recebeu 17
Participou efetivamente na ocorrência 15
GRM ficou de prontidão ou sobreaviso 2
Vítima localizada e resgatada com vida 38
Vítima que não foi localizada 0
Vítima que entrou em óbito durante a ocorrência 0
Vítima localizada e resgatada que já estava em óbito 2
Total de Vítimas que o GRM teve contato, resgatando (com vida ou em óbito) desde a sua fundação 40
13/08/2017

#56 - Busca nas Montanhas de Garuva

Agosto de 2017 (dias 13 e 14)
12° Acionamento de 2017
37ª Participação real (Missão Busca nas Montanhas de Garuva)
00 Vítima resgatada

GRM foi acionado para realizar buscas na região das montanhas de Garuva, para verificar o relato de montanhistas que estavam acampados na área, e disseram ter visto o que seria o velame de um paraglider/parapente/paramotor, e que estaria enroscado (arborizado) em uma aresta montanhosa.

A aeronave ÁGUIA não pode sobrevoar a região por causa do mal tempo.

Equipes do GRM, em coordenação com Bombeiros Voluntários de Joinville (CBVJ), e com o ÁGUIA/PMSC, instalaram uma base de rádio (Equipe de COMUNICAÇÃO GRM), e as equipes OPERACIONAIS de montanha foram fazer a busca terrestre na região de mata/montanhosa.

A Equipe OPERACIONAL GRM usou técnicas de rastreamento com o emprego de binóculos para vasculhar a área.

Após várias horas (incluindo o deslocamento na região montanhosa e as buscas na área de interesse), foi suspensa a missão, para reavaliação de todas as informações até o momento obtidas.

GRM só deslocou a equipe depois de fazer vários questionamentos a estas pessoas que teriam visto este objeto (suposto velame de paraglider/paramotor/parapente). GRM também entrou em contato com Órgãos Públicos de Resposta, com outros pilotos de paraglider/paramotor, e com as escolas de pilotos da região para saber se alguém teria alguma informação sobre o eventual desaparecimento de um piloto praticante deste esporte.

A conclusão do GRM foi a de que, na dúvida, seria mais recomendado enviar equipes, mesmo não tendo certeza dos fatos, pois uma vida humana poderia estar em risco.

Como a equipe não encontrou nenhum objeto que pudesse ser considerado um velame de parapente, as buscas foram suspensas para reavaliação.

 

As buscas foram retomadas no dia seguinte (14/08) com o auxilio do montanhista que havia relatado ter visto um velame de parapente na cor laranja pendurado em uma árvore na região.

Dando sequência à missão iniciada domingo (13/08), equipes do GRM, em coordenação com Bombeiros Voluntários de Joinville (CBVJ), e com o ÁGUIA/PMSC, após coletar mais informações e traçar nova estratégia, voltaram na segunda-feira (14/08) para a região do Monte Crista, para continuar as buscas, para verificar o relato de montanhistas que estavam acampados na área, e disseram ter visto o que seria o velame de um paraglider/parapente/paramotor, e que estaria enroscado (arborizado) em uma aresta montanhosa.

GRM instalou novamente uma base de rádio (Equipe de COMUNICAÇÃO GRM), e as equipes OPERACIONAIS de montanha foram fazer a busca terrestre na região de mata/montanhosa.

Diante das informações imprecisas, equipe do GRM solicitou que o montanhista que disse ter visto o objeto preso na copa de árvores na aresta montanhosa fosse junto para indicar precisamente o local. O montanhista de Joinville guiou a equipe do GRM até o local.

O local já tinha sido vasculhado domingo, mas foi novamente inspecionado de acordo com as indicações deste montanhista.

As conclusões foram as mesmas que o GRM tinha chegado já no domingo: que se tratava de vegetação, flores de árvores na cor alaranjada, que à distância, e reunidas, podem levar a erro e passar a impressão de que se trata de algum objeto, como o velame de uma praglider/paramotor.

Desta vez, além das técnicas de rastreamento com o emprego de binóculos para vasculhar a área, também foi utilizado um DRONE/VANT, que foi levado até um ponto da montanha, de onde foi possível fazer a decolagem/pilotagem. O DRONE fez o voo por sobre toda a área de interesse (imagens na postagem) que foram analisadas, e também indicavam se tratar de vegetação.

Mais uma vez, a decisão do GRM foi a de que, na dúvida, seria mais recomendado enviar novamente as equipes, mesmo não tendo certeza dos fatos, pois uma vida humana poderia estar em risco.

Agradecemos ao montanhista (de pouco mais de 50 anos de idade, mateiro experiente), pela disposição em querer ajudar, e por ter guiado a equipe do GRM.

Missão finalizada, felizmente foi apenas um engano.
Dever cumprido. Consciência em paz.
GRM, você pode confiar!

Apoiadores

  • Craje logo
  • Ponto 40 logo
  • One Escalada logo
  • Bomagu logo
  • Deuter logo
  • Comandos Brasil logo
  • Medical Associates logo
  • Delta logo
  • Senac logo
  • TEI Soluções logo
  • Sol logo
  • Bornier logo
  • BetaG logo

Desenvolvido por BetaG Soluções